Sunday, January 08, 2012

Soneto do viajante

A estrada que leva ao pico
leva a outros lugares mais.
Leva a sonhos e desejos,
tantas visões especiais.

Na estrada em que viajo
e vejo céu, asfalto, pastos,
a cada segundo me encorajo
e os ventos, comigo, arrasto.

Na estrada em que te busco, pois,
não sei se existe mais alguém
naquele verde e mais além.

E na minha moto temerosa
persisto nessa viagem deliciosa
só com a meta de juntar nós dois.

2 Comments:

Blogger Mabele said...

A estrada que te traz até minha porta jamais desaparecerá, como diz a música.
Que você venha, ou que eu vá...
a nossa meta sempre será juntar nós dois - é o que interessa.
Obrigada por ser...

Mil beijos.

10:33 AM  
Blogger Dina said...

Faz tempo que não venho aqui. E parece que nossa comunicação no facebook não é tão boa assim...

Antes de comentar o soneto, quero dizer, que apesar do meu tempo curto, eu quero ficar por aqui no blog. Pois me sinto bem lendo o texto dos meus amigos.

Gostei do teu soneto. Essa pitada de romantismo eu gosto bastante. Vento, moto, amor. O que mais se precisa? =)

Beijos, Leon!

12:11 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home